segunda-feira, 20 de maio de 2013

Panapanã, ou umas palavras, o livro do meio

Epigrafe:
"Sim! Sou um poeta e sobre minha tumba
Donzelas hão de espalhar pétalas de rosas
E os homens, mirto, antes que a noite
Degole o dia com a espada escura”(Ezra Pound).


Nenhum comentário:

Postar um comentário