quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Aço escovado


Tacanho julgo
Algoz
De toda a gente
Que escorre
Pelas ranhuras
Das janelas
Espelhadas
Das altissonantes
Redundas,
Monolíticas, que
Infestam
A cidadela,
Canhestra urdidura
Na gente
Humana
Que se dela
Abstraiu (e extraiu)
A beleza
Séssil no sorvete
Da criança.



Nenhum comentário:

Postar um comentário