sábado, 8 de setembro de 2012

Raio

Lépida
A esgueirar-se
Pelos entretantos
Cinza
De aço e vida
Baloiçando
Pelas vidraças
Imponentes
E resvalando nas
Pudicas faces
Humanas
Persiste
Para refletir-se
Nos sorrisos
Sinceros e pintar
Tudo o mais
De cor-de-rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário