sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Kiseki


De madrugada
Esboroaram-se as estrelas
Em pó de lume
Transmutaram-se
E, a teus pés
Soprava
O alvo do vento
Que, lambendo a
Douradura chã
Que te substancia
Levar-te-a
Pelos cabelos da
Aurora
Para onde
A lume quente e tu
Serão
Unívoca
Canção de criação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário