quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Caminhada

Caminhada

Da prolifica
Exação
Que se-me
Impõe
Meu achincalhado
Palavrório,
O que se
Pode ver
Sob os olhos
Abaulados
Dos prédios
Que ninguém
Se importa mais
Muito de saber
Do obvio
Nas simples coisas
Desde que
Se-lhes encham
A barriga e os bolsos







Nenhum comentário:

Postar um comentário