segunda-feira, 22 de novembro de 2010


INICIO
Cobriu-se o céu
De uma gaze fina ,dourada
E o chão poento da menina dos olhos
Encheu-se de lágrimas por tudo
Que um dia
Houve ,haveria ,fosse
E o resto me escapa
Foge ao controle
Atarantado
Laico em meu pequeno alforje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário