quarta-feira, 15 de dezembro de 2010


I'm in love again, and this whole myriad of situations uncertainties things start to fill up my hope for a better love a world better than before.
maybe it's just another illusion to think people can become what they are not even expect it to be just another human.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A Grande lista (atualizada)



1 Escrever livros.(Já comecei)
2 Dar a volta ao mundo de veleiro.
3 Passar ferias na itália.
4 Escalar o monte fuji.
5 Conhecer o Monblanc.
6 Ter uma Parker .V (feito)
7 Morar em Nova York.
8 Meditar num templo budista na Índia.
9 Aprender a esquiar.
10 Aprender a fazer biscoitos de gengibre numa padaria de Londres.
11 Nadar em mykonos.
12 aprender a tecer e fiar lã.(feito)
13 Colher folhas de coca.
14 Visitar Queops ,Quefren e Miquerinos.
15 Comprar açafrão num suk no Irã.
16 aprender tupi.(feito,em parte)
17 Jogar cricket com o príncipe William.
18 Um dia de SPA do Pupp Granhotel com meu namorado.
19 Casar-me com cerimônia e tudo.
20 Conhecer o Capitólio .
21 Visitar uma loja maçom .(feito)
22 Passear de gôndola em veneza .
23 Fazer amor na praia.
24 Pescar salmão .
25 Dar uma vernissage com minhas telas.
26 Alugar uma bicicleta em Montreal.
27 Andar de trem bala no japão.
28 Fazer um boneco de neve em Sapporo no japão.
29 Falar japonês .(feito, em parte)
30 Cruzar o deserto do Saara .
31 Ter um closet.
32 Criar um modelo educacional ou pedagógico imitado em vários países .
33 Cozinha em um restaurante Francês .
34 Fazer reprodução de orquídeas.
35 Plantar numa horta na China.
36 Cria um projeto de lei.
37 Experimentar peyote (lophophora williamsii).
38 Aprender arco e flecha.
39 Completar a Transiberiana.
40 Andar o caminho de Santiago.
41 Escrever uma coluna em um jornal.(feito)
42 Assistir uma opera em Roma.
43 Visitar a biblioteca do vaticano.
44 Tomar vinho bordeaux .(feito)
45 Aprender a faze queijo brie.(feito)
46 Tomar cerveja amanteigada em Aberdeenshire.
47 Aprender a fazer tofú.(feito)
48 Ter um barco na baia da glória .
49 Comer carne de baleia.
50 Ter um ap em são paulo.
51 Levar mantimentos para crianças da Somália.
52 Aprender shodo .(feito, em parte)
53 Conhecer o Himalaia.
54 Ganhar um lenço com preces em sanscrito.
55 Ver uma plantação de papoulas.
56 Fazer cerâmica em uma olaria em Madagascar.
57 Ter um filho.
58 Fazer Cooper em Copacabana.
59 Mergulhar na Novazelandia.
60 Aprender afazer geléia de rosas.(feito)
61 Visitar a península de yucatã.
62 Viajar para o Alasca.
63 Fazer amor na agua.
64 Colhe café.(feito)
65 Comer romãs.(feito)
66 Cozinhar buff bourguignon.
67 Fazer um vaso de cristal.
68 Dar aula na PUCSP.
69 Comprar um pingente de murano.
70 Aprender esgrima.
71 Praticar kenjutso.
72 Atuar em uma peça de teatro comunitário.(feito)
73 Fazer uma trufa de piña colada.
74 Voar de asa delta .
75 Pular de bungjump.
76 Surfar na Califórnia.
77 Jogar golfe.
78 Conhecer o Grand Canyon.
79 Ter um e-rearder.
80 Plantar Jasmins no Camboja.
81 Andar num elefante.
82 Desenhar croquis.
83 Conhecer a ilha de Páscoa.
84 Conhecer o Titicaca.
85 Escalar um vulcão na terra do fogo.
86 Cantar the Only exeption.(feito)
87 Passar a lua de mel em veneza.
88 Escrever um Best-Seller.(feito,em parte)
89 Aprender iquebana.
90 Prestar o seminário superior no japão.
91 Passar no vestibular da UFSC.
92 Fazer uma tatuagem.
93 Ter uma conta na suíça.
94 Estampar uma camisa.(Feito)
95 Preparar um jantar a luz de velas para meu namorado.
96 Levar café na cama.
97 Aprender a tocar violão.
98 Plantar uma arvore com meu filho.
99 Contar historias para ele dormir.
100 Pilotar um helicóptero.
101 Fazer minha aliança.
102 Fazer uma escultura de bronze.
103 Comer numa louça Schmidt.(feito)
104 Fumar narguilê.
105 ter netos Ser voluntário para uma causa ambiental.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

BlogBlogs.Com.Br

ZAKURA

O doce orvalho
Dos teus beijos
Molha minha face
E por um instante
infinito
Tudo se enche de luz e vida
Aquém do futuro , que eu havia esperado
Debruei-me incólume
À profundeza de teu peito
senti
Tua alma liquida
Carmesim
Correndo
Inundando-te de calor , aqui agora
Nús sobre a aurora.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010


ALÉIA

Grósos novelos
De aço mutante
Arrebitam-se sobre
A agua calma
Que corre ,nestes tempos
Sob a ponte
Que dele se forma
Sentamo-nos nas linhas vermelhas
Pares de pés descalços
Sobre o despido rio
Que corre análogo a metrópole
frenética
E o brocado claro de tuas mãos com as minhas.



INICIO
Cobriu-se o céu
De uma gaze fina ,dourada
E o chão poento da menina dos olhos
Encheu-se de lágrimas por tudo
Que um dia
Houve ,haveria ,fosse
E o resto me escapa
Foge ao controle
Atarantado
Laico em meu pequeno alforje.
PEDAÇOS
Pequenos pedaços
Esparsos
Das muitas gotas que caem
Escorrem
Pelos cantos da boca
No humor fundo do teu olho
Vervente turbulência
autônoma
Que vai, levando sonhos
trazendo esperanças
Sem nenhum costume
Apenas panquecas que enchem a boca
Frivolidades nuas na face do teu rosto
Esvaem-se minhas incertezas .

Ver


Me deixe ver
Os olhos famintos
Deixei em casa os óculos e
Os dogmas
Cada dia parece ter a eternidade desta manha
A relva doce
De um tempo sem noite
Sem dia
Em teus olhos famintos de saber
Toda verdade transparente de não saber
Da breve finitude .

sábado, 9 de outubro de 2010

Soneto Simples

Teu riso
Me verve as faces
Que veementes
Alegran-se

Com olhos e corpos
Voláteis e cantantes
Interceptam-se os dedos
Perto e longe.

Jacintos longos e teus cabelos
Disco de luz
Que te livra da vida

Meu eco se doa
E teu narco apático
Noite translúcida e vã



sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Wo ai ni
Potumas as tempestades
Chuvinhentas e tenebrosas, do contrario
Nao a luz
Mais apetecivel parece aprofundar-me
No abismo escuro de teus ombros
Deixar-me envolver,laxivo,por tuas mãos
Sentir teu cheiro e adormecer
Na profundeza de teu peito

Acordar sob alvos teus lençóis
Fazer-te café ao acordar
Molhar meus lhos de tua beleza
De teu cabelo , teus olhos
Cingir teus lábios com meus beijos
Longos paraísos da eternidade.



quinta-feira, 7 de outubro de 2010

chuva



Gotículas vazias que caem
Da alma.
Fluem para dentro,sufocando
Em mim as pequenas aléias,
Lúgubres
Tortuosas que levam a nenhures.

Todos os caminhos que trazem
Deixam o vazio,do nada,da dor e da falta
Que quando reluz
Na manha.
Teu rosto se divide
Em pequenos pedaços, que caem
Saltitantes e alegres para todos os lados
Súbitos de mim
Dum amor vervente para tudo o que vive.